Sassaré, Lona Nova e Olga: Tem teatro e circo na Praça do Sesc Santo Amaro!


Postado por: Luísa Alves - 1. mar 2017

trupiscada_trupe_gfdc


Mostra especial temática de espetáculos voltados ao público infantil nas linguagens de circo e teatro, em espaço aberto, nas tardes de domingo, duas vezes por ano: entre março e abril (Brincar e Imaginar) e entre outubro e novembro de 2017.

Lona Nova – 05 e 19/03, às 16h.
COM TRUPISCADA TRUPE
A Palhaça Modesto, apresentadora do circo, convence dois outros palhaços a apresentarem o espetáculo “Lona Nova” para ganhar a atenção da plateia e mostrar suas habilidades. Com esquetes e música, realizam números tradicionais de circo de modo muito particular e com a participação do público.
A Trupiscada Trupe foi criada em 2014 por artistas oriundos da Escola de Formação de Palhaços dos Doutores da Alegria. O espetáculo “Lona Nova” marca a estreia da companhia, que já fez apresentações em espaços públicos de São Paulo.

Ficha técnica
Direção coletiva. Palhaços criadores: Erica Modesto, Laís Loesch e Renato Macedo. Musicalização: Lincoln Pontes. Figurinos e cenografia: Erica Modesto e Laís Loesch. Produção: Trupiscada Trupe.

Sassaré – Quem Sabe Virar Cambalhota? – 12 e 26, às 16h.
CIA. DE TEATRO LA GESTUAL
Daniel e Teresa são de Sassaré, uma cidade onde tudo é perfeito. Ou quase tudo! Em Sassaré ninguém saber virar cambalhota. Para conseguir superar esta dificuldade, Daniel e Teresa vivem uma aventura cheia de desafios, com muita brincadeira e imaginação.
O espetáculo parte de pesquisa realizada pelo elenco sobre técnicas, conteúdos e formatos cênicos, sobretudo a gestualidade e o teatro de animação.

Ficha Técnica
Direção: Elisa de Oliveira. Elenco: Elisa de Oliveira e Mariana Beatriz Taques. Trilha sonora: Lurdes da Luz. Iluminação: Thatiana Moraes. Produção: Cia. de Teatro La Gestual.

Local: Praça (Térreo).

Olga, A Pulga – 02/04, às 16h.
COM TEREZA GONTIJO (PALHAÇA GUADALUPE)

Guadalupe era uma artista circense e agora habita um lixão, que é ao mesmo tempo sua morada e o centro de seu picadeiro. Reutilizando materiais que foram jogados no lixo, como sacolas plásticas, um funil e uma trena, ela se apresenta como domadora da grande estrela deste pequeno circo: Olga, uma pulga acrobata que anda na corda bamba.
Guadalupe empolga-se com os aplausos e, sem querer, provoca um acidente esmagando a pulga na palma da mão. Quando pensa estar tudo acabado, uma coceira atrás da orelha reacende a esperança da criação de um novo show! É uma nova pulga, que depois de Alga, Elga, Ilga e Olga se chamará Ulga e dará continuidade ao espetáculo, que não pode parar.

Tereza Gontijo é atriz e palhaça com quase 20 anos de trajetória artística. Mineira de Belo Horizonte, reside em São Paulo desde 2010, onde atua na ONG Doutores da Alegria, Cia Vagalum Tum Tum e Jogando no Quintal. Em 2011 recebeu os prêmios FEMSA como Atriz Revelação e o APCA de Melhor Elenco, ambos pela peça “O Bobo do Rei” da Companhia Vagalum Tum Tum.
Ficha Técnica
Direção: Anderson Spada. Figurino: Christiane Galvan. Cenário: Bira Nogueira e Estevão Machado. Pesquisa sonora: Tereza Gontijo.
Local: Praça (Térreo).


Leia também


Sobre Luísa Alves

Gaúcha que ama São Paulo e mora a cerca de 4 anos na capital. É mãe da Aurora e trabalha, além da maternidade, com mídias sociais.