Modo de edição: Ativado.

(sair)

Da pracinha ao grande parque: 11 atividades pra curtir com as crianças!

Roteiros

Da pracinha ao grande parque: 11 atividades pra curtir com as crianças!

Imagem: Pixabay
Tirar os tênis e sentir o gramado ou as folhas entre os dedos dos pés. Tentar – mesmo depois de adulto – subir nas árvores… Como não curtir fazer essas coisas quando se está com os filhos? A gente acredita na importante das atividades junto à natureza, mas pensando além disso: as praças e parques da cidade refletem muito de como a vizinhança se relaciona e conserva seus espaços. Preste atenção nisso e vai ser possível perceber. E se o que você vê na pracinha próxima da sua casa não é lá um parque muito convidativo, que tal adotar o local e chamar a família para colaborar, quem sabe a vizinhança não vem somar aos poucos?! Bom, mas como essa já pareceu uma das dicas pra se fazer na pracinha, a gente já começa numerando em seguida!  

Excursão Animal

Pegue a lupa ou construam juntos seu material de pesquisa e mão à obra! Andar devagar pelo espaço observando cada bichinho, procurando animais raros de se ver hoje em dia como o tatu-bolinha. Observar os pássaros deitados na grama. O longo caminho das formigas até seu formigueiro… O que cada uma carrega. Tantas perguntas e tantas respostas que podem ser construídas em conjunto de uma forma conectada entre pais e filhos. <3  

Adoção do espaço

A situação do local não está legal aí pertinho de casa? O que falta? O que precisa ser concertado? O que deve ser limpo? O que as crianças gostariam que tivesse? Há inúmeros coletivos pela cidade que podem ajudar você e sua família a reconstruir um ambiente verde cheio de possibilidades de diversão em meio à natureza. Junte amigos do bairro, converse com a subprefeitura da região, as ouvidorias, ou com os pequenos comércios. Sempre há esperança num ambiente verde!  

Atividades com tinta/barro e o que mais pintar o corpo!

Essa dica vai principalmente para as famílias que moram em apartamento e não têm quintal para as atividades fora de casa. Brincar com àgua, por exemplo, só se fosse no banheiro, né? No parque não! Lá dá pra pirar nos líquidos coloridos, barrentos ou transparentes mesmo. Não esqueça de uma muda de roupas!  

Curtir os brinquedos

Onde tem balanço, escorregador, túnel, tem criança se divertindo! Bora experimentar cada brinquedos, aprender a compartilhar os espaços e inventar novas serventias e histórias junto deles. Quem não lembra de imaginar que o trepa-trepa era um foguete? Ou que o balança levava a gente até o céu?  

Tradicional Picnic

Esse é básico, mas sempre há quem ainda ão tenha feito um picnic sentado na grama ou no murinho da praça. Com as crianças, melhor ainda. Um bom papo, o valor de preparar em casa e comer ao ar livre, convidar mais amigos pra comer, etc. Fica praquela lista de 100 coisas pra fazer antes de morrer!  

Contação de histórias

Umas toalhas, alguns livros e aí começa o rodízio de histórias aos pés de uma árvore, curtindo uma boa sombra. Uma dica: vale selecionar aquelas histórias que tenha a ver com o contexto: praça, natureza, animais, plantas, infância. A fantasia e a realidade podem se misturar fácil!  

Jogar bola

Pra isso não temos muito que falar! Bola diverte qualquer idade. Faz correr, faz tentar, faz deixar cair, cabecear, jogar pro outro, inventar brincadeiras. É ter uma bola em um lugar aberto pra farra começar.  

Brincadeiras antigas

Pular corda, amarelinha, corre cotia, bambolê, ciranda, 5 marias, peão, bola de gude… Compartilhe sua infância com seus filhos sim! E volte a ser criança com eles!  

Brincar na Areia

Bebês principalmente amam areia. A textura e as sensações divertem muito eles. Mas crianças de qualquer idade constroem castelos, fazem comidinha, estradas, casas num tanque de areia. Experimente começar a brincadeira que a imaginação não vai parar de criar.  

Bolhas de Sabão

Quem não gosta? Conheço gente viciada em fazer bolhas de sabão! É só começar pra não querer parar. E o cenário delas ao fundo com as crianças brincando é sempre maravilhoso, né? Hoje vemos aquelas bolhas gigantes com galhos e cordão amarrado na ponta, muito fácil de fazer. Mas qualquer bolhinha está valendo!  

Pega-pega

Têm aquelas crianças que curtem inventar personagens na brincadeira de pega-pega. Um é o monstro e que corre são as vítimas, já viu? É divertido observar o corre-corre dos pequenos. E tem aquela hora que um não quer ser quem pega? Ishhh, bora mediar o conflito, heeheh. Lembrando sempre: o importante é se divertir!
-->