Modo de edição: Ativado.

(sair)

Bebeteca: incentivo à literatura infantil desde os primeiros meses

Roteiros

Bebeteca: incentivo à literatura infantil desde os primeiros meses

Bebeteca
Um dia esse projeto tão especial caiu no nosso colo, ou melhor, na nossa timeline. E a gente ficou maravilhado com a ideia. Participando de tantos eventos direcionados aos bebês, e mesmo discussões relacionadas à primeira infância, a gente entende o quanto é importante a leitura de livros infantis junto dos bebezinhos. Já faz uns bons anos que Thais Caramico percebeu isso e recentemente criou o projeto online Bebeteca para compartilhar livros para bebês e incentivar a leitura desde os primeiros meses. Ela já atuava na área de conteúdo infantil ainda quando morava em São Paulo a cuidava do suplemento infantil do Estadão, em 2009. Hoje é especialista em livros para crianças e jovens pela Universidade Autônoma de Barcelona e atualmente vive em Berlim. O Bebeteca, um dos tantos trabalhos seus relacionados à infância , nasceu há pouco tempo na internet e tem conquistado pais e educadores.  

As experiência da maternidade

Estudando sobre o assunto ela percebeu nos livros ilustrados duas coisas favoritas: palavras e arte. Passou a pesquisar, resenhar, aprender sobre eles e querer contar um pouco sobre o que vejo para as pessoas que acabavam me perguntando sobre o assunto.  Esse ano ao se tornar mãe – seu filho Otto tem 6 meses – isso foi ficando mais forte. “Sempre soube que a melhor forma de ajudar a criar o hábito leitor no filho é ler junto, fazer com que ele veja isso na gente, dar oportunidades e espaços pra que ele tenha esse contato e mais pra frente possa fazer suas escolhas. Então, ainda bebê, já quis apresentar um ou outro livro para o Otto. E foi mágico, pois ele se interessou rapidamente. Também foi lindo constatar, sentir na pele, como esse momento, recheado de emoções ajuda a fortalecer o vínculo. Lendo, ainda nos conhecendo, nos olhamos muito, trocamos emoções, curiosidades, afeto.”  

A escolha dos livros e dos autores

Na hora de escolher livros infantis, Thais se interessa pelos cartonados, com ilustrações expressivas e convidativas, traços mais marcados, formatos inusitados, projeto gráfico… Tirando essa parte visual, o que chama sua atenção na escolha é o que emociona. “Sei que se eu gostar de ler, vou ler com vontade e meu filho vai sentir esse momento, essa presença. Talvez seja legal tomar alguns cuidados pra que ele não rasgue e morda todos os livros que não são “pensados” para bebês, mas por outro lado, que mal há se ele for um devorador de livros?” Aos pais ela recomenda o mesmo: que optem por algo que os faça feliz. “Leia em voz alta. Não se preocupe muito com a criança entender, pois o que conta mesmo é o afeto, a troca, o olhar, o tempo junto. Não se preocupe em ter vários livros novos e ler cada hora uma coisa, até porque criança adora o que repete e acumula.” Seus autores favoritos: Isol, Oliver Jeffers, Laura Teixeira, Olga de Dios, Eric Carle, Beatrice Alemagna.  

Para ir além

Hoje sua empresa chamada Estúdio Voador, é voltada a realizar projetos pessoais e para clientes, sempre na área infantil. No Bebeteca, Thais percebe que as pessoas ficam felizes ao encontrar um espaço que dê dicas e que fale da importância que é ler para os bebês. “Fico feliz junto em poder dividir isso. Otto tem apenas seis meses, com isso meu tempo é curto. Mas a ideia é que o Bebeteca acabe consolidando em várias outras coisas. Nesse momento, faço o que posso, compartilhar leituras sem aprofundar muito, mas por ser jornalista e apaixonada por livros, sinto que posso ir mais fundo.”
-->