Teatro para Bebês: Sucesso de público ”Scaratuja” prorroga temporada no Teatro Folha


scaratuja_semana_mundial_do_brincar_belenzinho


O espetáculo ”Scaratuja” criado para bebês de 0 a 3 anos prorroga temporada no Teatro Folha até 29 de outubro. As sessões acontecem aos domingos às 11h. O espetáculo usa a linguagem não verbal e explora a expressão do corpo no espaço para se comunicar com as crianças.

Partindo de um emaranhado de linhas, traços, pontos e círculos, os artistas chegam à ideia central do espetáculo: os rabiscos ou garatujas vão ganhando complexidade ao longo da encenação que coincide com o desenvolvimento das crianças, estimulando o crescimento cognitivo e expressivo.

Conduzidos por diversas linhas que partem para várias direções, as personagens são levadas a seguir a trilha do desenho que da garatuja à representação das formas nos faz descobrir como nos divertimos e nos desenvolvemos quando criamos livremente e quando nos deixamos levar por nosso corpo, estimulando a curiosidade para explorar novas experiências dentro do imenso universo de possibilidades.

Cada sessão acontece com o público de apenas 35 pessoas e os atores em um palco revestido por um tapete tátil. O espetáculo dura 25 minutos. Ao final, o tapete torna-se uma área de investigação para o público mirim por mais 25 minutos só para exploração do espaço e interação com os atores. Muita sensibilidade, delicadeza e alegria, ao som contagiante da trilha sonora criada especialmente para o espetáculo por Gustavo Finkler e executada pela Banda Poin.

O diretor Marcelo Peroni conta que foi durante uma residência artística na Itália e uma passagem por um festival de teatro para crianças que se sentiu instigado a pesquisar um formato de encenação para bebês. “Acompanhamos todo o festival e certamente nosso olhar em relação ao teatro para primeira infância mudou. Vimos ótimos espetáculos, participamos de mesas de discussão e oficinas, tivemos acesso a uma extensa bibliografia e a profissionais mestres na área. Tudo isso junto nos fez chegar ao Brasil com o desejo de explorar e pesquisar mais a fundo esse universo. Mergulhamos nisso. Procuramos consultoria pedagógica e começamos as experimentações”, conta Peroni.

SOBRE O DIRETOR
Marcelo Peroni é graduado em Letras e formado pelo Teatro Escola Célia Helena. Integra a Cia. Paulista de Artes desde sua fundação, em 1991, onde atua, dirige e produz diversas montagens. Seus mais recentes trabalhos são os espetáculos “As Noivas de Nelson”, “A Falecida” e “Boca de Ouro”.

Ainda na Cia. Paulista de Artes, dirigiu os espetáculos: “Jovem, sim! E daí?”, que ficou mais de 10 anos em cartaz; os infantis “Faz de conta que você canta e conta um conto a cada canto” e “Marcelo, marmelo, martelo e outras histórias” e a comédia popular “Cobrindo a Megera, de olho na fera”, apresentada em eventos internacionais na cidade do México e em Portugal. Suas mais recentes direções foram no espetáculo para crianças “Romeu e Julieta” e no adulto “Bravi Oriundi”.

Atua como diretor cênico dos Canarinhos da Terra- Petrobrás/Unicamp e dos Corais Astra e Vivace.

Em 2015, esteve na Itália acompanhando a turnê do grupo teatral Principio Attivo e o Festival Internacional de Teatro para Crianças “Visioni di Futuro, Visioni di Teatro”, promovido pelo grupo teatral La Baracca Testoni Ragazzi e participou das oficinas do “California Show Choir Academy” na Universidade da Califórnia em Los Angeles / EUA.

Foi Presidente da Comissão Municipal de Teatro e do Conselho Municipal de Cultura de Jundiaí.

SOBRE O ELENCO
Aline Volpi iniciou seus estudos teatrais em 1991, participando de diversos cursos e oficinas teatrais, destacando-se: Interpretação Teatral com Brian Penido e Guilherme Sant’Anna (Grupo TAPA). Também estudou com Beto Silveira, Anamaria Barreto; estudou Direção Teatral com Celso Frateschi; Preparação Vocal com Maria do Carmo Bauer; Canto para o Teatro com Renata Sampaio e Marcelo Onofre; O Corpo Musical com Jean Jaques Lemetre; Percepção Rítmica – Método Dawcroze com Iramar Rodrigues; Hiato: Um olhar sobre a interpretação com a Cia. Hiato e A Escuta do Corpo – Técnica Klaus Vianna com Jussara Muller.
Desde 1991 integra a Cia. Paulista de Artes, onde trabalha como atriz e diretora. Participa do elenco das principais montagens da Cia, como, “As Noivas de Nelson”, com direção de Marco Antônio Braz.
Integrou o elenco de “A Falecida”, também sob direção de Marco Antônio Braz.
Gravou o longa-metragem “Eu te Levo”, com direção de Marcelo Muller.
Em 2015 fez uma residência artística de um mês na Itália acompanhando a turnê do grupo teatral Principio Attivo e o Festival Internacional de Teatro para Crianças “Visioni di Futuro, Visioni di Teatro”, promovido pelo grupo teatral La Baracca Testoni Ragazzi.
Em 2016, estreou os espetáculos “Romeu e Julieta” e “Bravi Oriundi”, ambos dirigidos por Marcelo Peroni, com a Cia. Paulista de Artes.

Vladimir Camargo é ator, bailarino e diretor cênico. Atua desde 2003. Em sua formação destacam-se a influência de profissionais como, Julio Adrião, Celso Frateschi, Eliana Bolanho, Anamaria Barreto, Sérgio Bruno, Estêvão Marques, Deise Alves, Marcelo Onofre, Renata Mattar e Renata Sampaio.

Desde 2010 desenvolve trabalho como diretor cênico, tendo passado por inúmeras escolas de dança e corais cênicos de Jundiaí e região, entre eles, Anita Grossi Studio de Dança, Escola de Ballet DAC, Coral Infantil Divino Salvador, Coro Cênico Canarinhos da Terra / Unicamp.

Atua na Cia. Paulista de Artes desde 2006, participando das principais montagens do grupo, destacando-se o espetáculo “As Noivas de Nelson”, de Nelson Rodrigues com direção de Marco Antônio Braz.

Tem vasta experiência no teatro infantil, atuando em espetáculos como “Marcelo, Marmelo, Martelo e Outras Histórias”, de Ruth Rocha, “Romeu e Julieta” em uma versão para o publico infantil, entre outros, Ainda com a Cia. Paulista de Artes, atuou em Portugal, Áustria e Estados Unidos.

Em 2014 excursionou pelas capitais brasileiras ao lado de Lucélia Santos, Walter Breda e grande elenco com o espetáculo “A Falecida”, de Nelson Rodrigues.

Atuou em campanhas publicitárias regionais, no curta metragem “Papéis Avulsos” e no vídeo clipe “Vício”, da Banda No Duck.
Hoje, além de seus trabalhos com a Cia. Paulista de Artes, tem como vocal coach Renata Sampaio, integra o curso livre de Teatro Musical na Unicamp, é coordenador artístico no Anita Grossi Studio de Dança, produtor e ator na Catarsis Produções.

FICHA TÉCNICA
Roteiro e direção: Marcelo Peroni
Direção musical e músicas originais: Gustavo Finkler
Elenco: Aline Volpi e Vladimir Camargo
Técnico de operação: Ana Paula Castro
Cenários e figurinos: o grupo
Iluminação: Rodrigo Gatera
Consultoria pedagógica: Lívia Brigoni Balanin
Produção: Catarsis Produções

SERVIÇO – ”Scaratuja”
Local: Teatro Folha
Temporada: até 24 setembro de 2017
Apresentações: domingo, às 11h
Ingresso:

Duração: 50 minutos

Classificação indicativa: 0 a 3 anos

*venda de meia-entrada quando o responsável pelos bebês for estudante ou com idade superior a 60 anos.

2 Datas Agendadas

Atividade sujeita a mudança de acordo com o organizador. Toda a programação é de responsabilidade da organização do evento.