GRÁTIS: Espetáculos e oficinas incríveis no Mês da Criança no Teatro Dr. Botica


oficinas_e_espetaculos_gratis_dr_botica_mes_da_crianca_2


O Teatro Dr. Botica apresenta uma programação especial para as crianças e para toda a família no mês de outubro, com peças e oficinas de três companhias prestigiadas no teatro infantil: Cia Truks – Teatro de Bonecos, Grupo Morpheus e Cia Articularte de Teatro de Bonecos. As atrações são gratuitas, sujeitas a lotação do espaço.

A Cia Truks – Teatro de Bonecos abre a programação com A Bruxinha, no dia 7 de outubro, sábado, às 14 horas. Baseado na obra da autora e ilustradora Eva Furnari, este foi o primeiro trabalho da companhia (a peça estreou em 1991 e foi apresentada até 1998, tendo ultrapassado a marca de 1200 sessões realizadas neste tempo). Depois, voltou a ser incorporada ao repertório do grupo, a partir de 2010. A Cia Truks trazia para os palcos uma proposta diferente, inspirada no teatro de bonecos oriental que, em lugar de ocultar os atores animadores atrás de rotundas ou técnicas de iluminação rebuscadas, os revela para o público.

A Bruxinha faz ao público um convite à imaginação e ao desenvolvimento da criatividade. A personagem transforma almofadas em dragões, um balde e uma vassoura em príncipe, dá vida a sapatos que dançam tango, assim por diante. Até que um monstro muito desajeitado deseja testar a sua varinha de condão. A partir daí, uma ágil sucessão de imagens narra o duelo do Monstro com a Bruxinha e seus amigos, como que em uma cena de desenho animado, para que, por fim, tudo acabe em uma grande brincadeira. O Monstro vira mais um amigo para a divertida trupe de nossa heroína.

Ficha Técnica. Texto Eva Furnari. Direção (a partir de 2010): Henrique Sitchin. Direção original: Eduardo Amos. Elenco: Helder Parra, Agnaldo Rodrigues, Luciana Semensatto, Priscila Castro e Angélica Prioste.

No dia 8 de outubro, domingo, às 14 horas, é a vez da peça O Senhor dos Sonhos. O espetáculo conta a história de Lucas, um velho e bem sucedido escritor, que relembra os tempos de sua infância, quando era um menino criativo, engraçado, simpático e, principalmente, sonhador. Se não navegava pelos sete mares, certamente estava a pilotar alguma nave espacial em planetas longínquos. E, como sempre, atrasado para ir à escola ou esquecido de suas lições e obrigações.

oficinas_e_espetaculos_gratis_dr_botica_mes_da_crianca

Ao confrontar as mirabolantes aventuras de Lucas com a necessidade que o menino tem de ajustar-se às regras sociais, o espetáculo discute, mesclando momentos divertidos com outros de delicada e leve poesia, o conflito em que vivem as crianças, ao terem que se equilibrar, como que sobre uma corda bamba, entre a fantasia e a realidade.

Ficha Técnica. Texto, concepção e direção: Henrique Sitchin. Concepção e construção de bonecos e cenários: Verônica Gerchman, Sandra Grasso, Valéria Perusso e Henrique Sitchin.Trilha sonora e iluminação: Henrique Sitchin. Elenco: Elenco: Emerson Barros, Driely Palácio, Agnaldo Rodrigues, Luciana Semensatto, Priscila Castro e Angélica Prioste.

A Cia Truks ministra neste fim de semana as oficinas Teatro de Bonecos para Pais e Filhos, no sábado, e Construção de Bonecos com Jornal, no domingo. Ambas acontecem às 11 horas.

O Grupo Morpheus sobe ao palco do teatro com Berenices, no dia 12 de outubro, quinta-feira, às 14h. O espetáculo utiliza as linguagens do teatro de animação e das máscaras para narrar a saga da pequena Berenice e seu encontro consigo mesma e com o mundo. Diante da chegada de um irmão, a personagem inicia o aprendizado de perceber e lidar com seus pensamentos, sentimentos, medos, dificuldades e expectativa sobre os outros. Berenice é uma menina curiosa, que se encanta com o mundo. Aprender e descobrir são coisas preciosas para ela. Mas quando começa a crescer e a entender as coisas, o que as pessoas falam e como o mundo conversa, ela percebe algo estranho. E essa estranheza começa aos pouquinhos.

berenice

Berenices fala de forma poética e lúdica sobre essa dinâmica rica que é a aventura interminável de descobrir quem somos e a nossa percepção sobre os outros. Para dar forma a esse espetáculo, a companhia escolheu o teatro de animação, mais conhecido como teatro de bonecos, e a linguagem das máscaras.

Ficha Técnica. Autoria e direção geral: Verônica Gerchman. Direção de bonecos e máscaras: João Araújo. Elenco: Verônica Gerchman, João Araújo, Cassia Domingues, Daniela Boni e Zé Antônio do Carmmo. Voz Berenice: Lorini Domingues. Cenário, adereços e criação de bonecos: Verônica Gerchman, João Araújo, Cassia Domingues, Daniela Boni e Zé Antônio do Carmmo. Pinturas de bonecos e máscaras: Mavutsinim, João Araújo e Sergio Candido. Trilha sonora original: João Araújo, Mavutsinim e Daniela Boni. Figurinos: Dalmir Rogério, Sandra Pestana e Noeme Costa (confecção). Produção executiva: Deborah Corrêa. Classificação: Livre. Duração: 50 minutos.

A Cia Articularte de Teatro de Bonecos inicia sua temporada no dia 13 de outubro, sexta-feira, com Portinari Pé de Mulato, e segue no dia 14, sábado, com O Menino que Abria Portas; dia 15, domingo, com O Trenzinho Villa-Lobos. As peças começam sempre às 14h.

portinari-pe-de-mulato_denise-e-guardiao-das-tintas

Portinari Pé de Mulato é inspirada na obra do pintor Cândido Portinari. Além dos atores, o grupo lança mão de várias técnicas de manipulação de bonecos (adaptação da arte bunraku, técnica de varas e fantoches de luvas para dar vida a personagens da obra do artista). A trama se desenrola quando uma vizinha invejosa coloca “olho gordo” em uma obra do artista, fazendo com que a boneca Denise e seu carneirinho ganhem vida e caiam de um quadro recém-pintado. A boneca passa por uma verdadeira aventura de suspense entre as obras do seu avô Portinari para encontrar o seu carneiro fujão antes que suas tintas sequem. O espetáculo é todo animado por uma seleção de chorinhos, com algumas músicas cantadas ao vivo pelos quatro atores animadores.

Ficha Técnica. Texto e Direção: Dario Uzam. Bonecos: Surley Valério. Escultura das Cabeças: Altair de Pádua Siqueira. Pintura dos Bonecos e Cenografia: Hernandes Oliveira. Direção Musical: Chico Botosso e Mariana Anacleto. Iluminação: Dario Uzam e Cia. Articularte. Elenco: Surley Valério, Renato Bego, Tanagra Andria, William Lobo (Flávio Borzi e Roberta Turro: suplentes). Duração: 50 minutos. Classificação Indicativa: a partir de 3 anos.

O Menino que Abria Portas trata das curiosidades e descobertas infantis, das amizades inesquecíveis, das experiências ingênuas, sempre com muita arte, humor e peripécia. Os cinco atores/manipuladores conseguem empreender uma animação intensa e eficiente ao espetáculo, que conta ainda com uma rica seleção musical. Boa parte do espetáculo transcorre em um clima nostálgico, com passagens divertidas, inteligentes e sensíveis, conseguindo agregar um ótimo leque de público. O personagem principal, Eruma Vezeu, é um menino mais que curioso e se envolve em diversas aventuras com seus primeiros amigos, que logo vão tornar-se inseparáveis. Abrindo portas (metaforicamente), ele faz seus primeiros contatos com o Trapo (um cachorro diferente), depois com um menino que não sai da rua e também chega a se encantar com uma menina da vizinhança, a Lila.

Ficha Técnica. Ideia e argumento: Luis Alberto de Abreu. Direção e adaptação de texto: Dario Uzam. Elenco: Surley Valério, Renato Bego, William Lobo, Flávio Borzi, Roberta Turro. Bonecos: Naya de Sá e Cia. Articularte. Trilha sonora original: Raul Teixeira (estreia e primeira temporada) e Dario Uzam (atual temporada). Iluminação: Dario Uzam. Cenografia e Figurinos: Telumi Hellen. Duração: 45 minutos. Classificação indicativa: a partir dos 4 anos de idade.

O Trenzinho Villa-Lobos é inspirado nas histórias de infância de Heitor Villa-Lobos. O espetáculo – uma proposta musical de teatro de bonecos manipulados e articulados de corpo inteiro – mostra de maneira singela essa fase da vida de um dos maiores compositores do mundo. Empinando pipa, fazendo travessuras, Tuhu, apelido que o maestro ganhou quando menino pelo seu hábito de imitar o som das locomotivas era uma criança como outra qualquer até entrar em contato com os sons e a riqueza da música. Uma viagem para Minas Gerais marcou para sempre a vida do futuro compositor que se impressionou intensamente com a grandeza e a beleza de nossa terra, que serviu como inspiração para toda a sua brilhante trajetória. Entremeado por canções como o Trenzinho Caipira, Uirapuru e Bachianas n. 2, 4 e 5, o espetáculo é um convite à obra de um dos maiores artistas de todos os tempos.

o-menino-q-abria-portas-eruma-pm

Ficha Técnica. Texto original e Direção: Dario Uzam. Bonecos: Surley Valério. Pintura dos Bonecos e Cenografia: Hernandes Oliveira. Direção Musical: Chico Botosso e Mariana Anacleto. Iluminação: Hernandes Oliveira. Elenco: Surley Valério, Renato Bego, William Lobo, Roberta Turro, Ricardo Mancini (Flávio Borzi – suplente). Duração: 50 minutos. Classificação indicativa: livre.

A trupe da Articularte também realiza oficinas. No dia 13 de outubro, sexta-feira, Fantoches de Luvas. No sábado, dia 14, Bonecos de Sombras e no domingo, dia 15, Dedoches Animados. As oficinas começam às 11h.

No dia 21 de outubro, sábado, às 14 horas, Teatro Dr. Botica recebe As Aventuras de Gulliver, da Cia Articularte de Teatro de Bonecos. A peça é encenada com 21 bonecos de diversos tamanhos e cinco atores-manipuladores. Conta duas aventuras fantásticas do livro clássico Viagens de Gulliver, vividas em lugares que só poderiam existir na imaginação. Na primeira parte, Gulliver se salva de um maremoto e acorda amarrado por pequeninos homens do reino de Lilipute. Na segunda viagem, acontece o inverso e Gulliver vai parar em uma terra de homens gigantes, onde terá que usar de toda a sua artimanha para sobreviver e escapar das garras do ciumento Anão. O texto foi totalmente pesquisado e escrito em forma de rimas, provérbios, ditos populares, adivinhas e limeriques (forma poética desenvolvida no Brasil por Tatiana Belinki).

Na montagem são utilizadas diversas invenções no gênero de teatro de bonecos e formas animadas. Bonecos gigantes de quatro metros de altura, como a Rainha e a Águia, que são verdadeiras alegorias para encher os olhos. Cordas servem de trilhos para o deslocamento dos bonecos, longos tecidos figuram os mares e todos os bonecos vestem figurinos elaborados da época das navegações.

Ficha Técnica. Texto e Direção: Dario Uzam. Elenco: Renato Bego, Surley Valério, Gabriela Zenaro, William Lobo, Roberta Turro. Trilha sonora: Raul Teixeira (estreia) e Dario Uzam (atual). Iluminação: Guilherme Bonfanti.Cenografia e Figurinos: Carlos Colabone. Bonecos: Surley Valério. Duração: 50 minutos. Classificação indicativa: crianças e adultos acima de 3 anos de idade. Produção: Prêmio Funarte – Myriam Muniz e Cia. Articularte – 2010.

No domingo, dia 22, às 14 horas, tem A Cuca Fofa de Tarsila, também da Articularte. O espetáculo é inspirado na obra de Tarsila do Amaral (1886), uma das maiores artistas plásticas brasileiras. A peça inventa e conta de forma singela uma lenda de duelo entre o Abaporu e o mágico Boi da Lua pela disputa do amor da Negra Tarsila. O Passarinho Verde fofoca e aumenta a notícia do duelo e tudo se transforma em uma confusão tamanha. A Negra Tarsila terá que resolver a questão com a ajuda de entes fantásticos como a Urutu, a Uiara e a Cuca. A companhia utiliza a técnica de teatro de bonecos adaptada da arte oriental Bunraku.

Ficha Técnica. Texto e Direção: Dario Uzam. Bonecos: Surley Valério. Pintura dos Bonecos e Cenografia: Hernandes Oliveira. Sonoplastia e Iluminação: Dario Uzam
Elenco: Surley Valério, Renato Bego, William Lobo (Roberta Turro). Classificação indicativa: crianças a partir de 3 anos de idade. Produção Executiva: Cia. Articularte.

As oficinas serão Bonecos de Meias Coloridas, no sábado, dia 21 de outubro, e Fantoches de Luvas, domingo, 22 de outubro, às 11 horas.

A Cia. Articularte fecha o mês no teatro. No sábado, dia 28 de outubro, às 14h, apresenta Chapeuzim Vermelho e Lobo Marrom. A personagem principal é uma boneca esperta e corajosa que enfrenta o falastrão e atrapalhado Lobo. Ela conta com a ajuda da sua pequena guardiã, a Borboleta, do bonachão caçador, da atarefada e atenciosa mãe e da distraída avó, que é um pouco surda e adora cantigas. Os bonecos são manipulados através das técnicas de luvas, varas, sombras e fantoche de boca.

Ficha Técnica. Texto e direção: Dario Uzam. Bonecos, Figurino e Adereços: Surley Valério. Atores / manipuladores: Surley Valério (Tanagra Andria, suplente) e Dario Uzam. Cenografia: Empanada tecido de Chita: Telumi Hellen. Trilha Sonora: Dario Uzam. Produção: Cia. Articularte – Teatro de Bonecos. Duração: 40 minutos. Classificação indicativa: crianças a partir dos 2 anos de idade.

Domingo, dia 29 de outubro, às 14 horas, Menino Coragem entra em cena. Zaki e sua irmã se perdem de sua família e vivem uma aventura inusitada. Com muita coragem, eles serão obrigados a cruzar uma floresta escura, com seres surreais, depois um mar de criaturas marinhas fantásticas, até chegarem a uma nova terra, onde terão que adaptar-se à vida daquele povoado. A ideia foi livremente inspirada em histórias de vida de imigrantes, exilados, refugiados e em suas crianças. Menino Coragem marca os 18 anos de atividade da companhia.

Ficha Técnica. Direção e autoria: Dario Uzam. Bonequeira e adereços: Surley Valério. Coordenação de dramaturgia: Luis Alberto de Abreu. Trilha sonora: Raul Teixeira e Aragonesco. Elenco: Surley Valerio, Roberta Turro, Renato Bego e William Lobo. Figurinos: Deborah Correa. Cenografia, Direção de Arte e Pintura: Michele Rolandi e Tide Nascimento. Iluminação: Dario Uzam, Eric Valério e Cia. Articularte. Direção de Produção: Deborah Correa. Produção Executiva: Cia. Articularte.

As oficinas para toda família acontecem às 11 horas. No dia 28, sábado, tem Bonecos de Sombras e no dia 29, domingo, Dedoches Animados.

Espetáculos:

· A Bruxinha (Cia Truks), dia 7 de outubro, sábado, às 14 horas.
· O Senhor dos Sonhos (Cia Truks), dia 8 de outubro, domingo, às 14 horas.
· Berenices (Grupo Morpheus), dia 12 de outubro, quinta-feira, às 14 horas.
· Portinari Pé de Mulato (Cia Articularte de Teatro de Bonecos), dia 13 de outubro, sexta-fera, às 14 horas.
· O Menino que Abria Portas (Cia Articularte de Teatro de Bonecos), dia 14 de outubro, sábado, às 14 horas.
· O Trenzinho Villa-Lobos (Cia Articularte de Teatro de Bonecos), dia 15 de outubro, domingo, às 14 horas.
· As Aventuras de Gulliver (Cia Articularte de Teatro de Bonecos), dia 21 de outubro, sábado, às 14 horas.
· A Cuca Fofa de Tarsila (Cia Articularte de Teatro de Bonecos), dia 22 de outubro, domingo, às 14 horas.
· Chapeuzim Vermelho e Lobo Marrom (Cia Articularte de Teatro de Bonecos), dia 28 de outubro, às 14 horas.
· Menino Coragem (Cia Articularte de Teatro de Bonecos) dia 29 de outubro, às 14 horas.

Oficinas:

· Teatro de Bonecos para Pais e Filhos, dia 7 de outubro, sábado, às 11 horas.
· Construção de Bonecos com Jornal, dia 8 de outubro, domingo, às 11 horas.
· Fantoches de Luvas, dia 13 de outubro, sexta-feira, às 11 horas.
· Bonecos de Sombras, dia 14 de outubro, sábado, às 11 horas.
· Dedoches Animados, dia 15 de outubro, domingo, às 11 horas.
· Bonecos de Meias Coloridos, dia 21 de outubro, sábado, às 11 horas
· Fantoches de Luvas, dia 22 de outubro, domingo, às 11 horas.
· Bonecos de Sombras, dia 28 de outubro, sábado, às 11 horas.
· Dedoches Animados, dia 29 de outubro, domingo, às 11 horas

Todas as atrações são gratuitas

Teatro Dr Botica
Shopping Metrô Tatuapé – Praça de Alimentação. Rua Domingos Agostim, 91. Tatuapé – Capacidade: 253 lugares. Acessibilidade

3 Datas Agendadas

Atividade sujeita a mudança de acordo com o organizador. Toda a programação é de responsabilidade da organização do evento.